Quantos empregados sua casa precisa?

22 de julho de 2013 - Por

quem ama, compartilha!

Antoniele Fagundes*

Os empregados domésticos tornaram-se peças fundamentais na vida das famílias brasileiras, principalmente nos lares onde a mulher trabalha fora de casa. Contudo, muita coisa vem acontecendo após a aprovação da PEC dos empregados domésticos. 

Neste contexto, algumas famílias analisaram e optaram por diminuir o número de empregados ou até mesmo se adaptaram para não mais contar com ajuda. Por outro lado, os empregados sentem maior segurança com a profissão e mais cursos de qualificação estão disponíveis no mercado.

Porém, uma coisa ainda é certa: a brasileira, em sua grande maioria, depende muito da ajuda dos empregados domésticos para cuidar da casa e dos filhos. Por isso, uma vez tomada a decisão de que sua casa precisa de empregados domésticos e esse custo cabe na sua renda familiar, analise. Quais são as necessidades da sua família para não sobrecarregar seu(s) empregado(s) ou contratar mais empregados do que sua necessidade?

Não esqueça de definir o horário que você precisa que os empregados trabalhem. Lembre-se que a jornada de trabalho dos empregados domésticos deve ser no máximo de 44 horas semanais, com 1 hora de pausa para o almoço.

Em geral, as atividades dos empregados domésticos se dividem em: cozinhar, lavar e passar roupas, arrumar e faxinar e cuidar das crianças. Coloque no papel o que cada empregado deverá fazer e o horário necessário para cumprir cada tarefa.

Para ajudar no dia a dia, faça uma tabelinha simples e tenha sempre em mãos para explicar para os empregados ou para qualquer eventualidade.

Para famílias que possuem disponibilidade e necessidade de terem: 1 empregada

As tarefas realizadas dentro da residência custam muito tempo e algumas vezes os contratantes não consideram que a quantidade de serviço não é compatível com o tempo disponível para realizá-las. Você pode mandar as camisas sociais para uma lavanderia. Assim economiza o tempo da empregada que pode ser disposto em outra atividade. Para não gastar tanto, procure uma com bons preços. Assim vale a pena!

Não gaste energia e nem tempo passando roupas íntimas, de banho ou toalhas. Combine com sua funcionária de cozinhar porções dobradas dos seus pratos preferidos e os congele adequadamente. Deixe preestabelecido com todos os moradores da casa de cada um arrumar a sua cama e manter em ordem os pertences pessoais. Isso vale também para as crianças!

Para famílias que possuem disponibilidade e necessidade de terem: 2 empregadas

Divida as tarefas cotidianas entre elas. Por exemplo, uma cuida da limpeza e organização e a outra cuida das refeições e das roupas.

Para famílias que possuem disponibilidade e necessidade de terem: 3 empregadas

Em geral, as famílias que possuem mais de duas empregadas são famílias com crianças. Por isso, uma empregada cuida das crianças e, se houver tempo livre, cuida da alimentação e dos pertences dessas. As demais empregadas se dividem em faxina e limpeza e roupas e alimentação.

Espero que essas dicas ajudem! Fique à vontade para nos escrever pedindo mais informações.

Um grande abraço,

Antoniele

*Antoniele Fagundes estudou filosofia, psicologia e psicanálise. Atua como Consultora Familiar orientando familias em todas as questoes domésticas e familiares. Fale com ela através do e-mail antoniele@governess.com.br.

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Governess Consultoria Familiar
Governess Consultoria Familiar
Organize-se

Leia em seguida

14 de junho de 2019

Temos o preconceito de achar que só porque ela trabalha em casa, tem uma vida de princesa. Engano seu! Veja quanto custaria se não tivesse uma pessoa para cuidar de tudo!

casar-morar-sozinha-orçamento(2)

29 de outubro de 2018

Estar casada significa ter gastos em dobro? Antes de decidir casar, é preciso colocar as contas no papel e buscar formas de equilibrar o orçamento da família. Veja algumas dicas!

casal-triste

25 de abril de 2018

Tudo parece fluir bem, até seu parceiro perder o emprego e tudo sobrar para você. Mas sem pânico, a Carol Sandler te ensina o que fazer nesta hora. Confira!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas