Quem ganha e quem perde com o dólar alto?

2 de setembro de 2013 - Por

quem ama, compartilha!

Basta ligar a televisão ou abrir o jornal e ver como o dólar está subindo cada vez mais. O valor estava estável até pouco tempo, mas por causa do cenário econômico do exterior, tudo virou de ponta cabeça.

A cada dia a moeda americana fica mais valorizada e o real cai de preço cada vez mais. Por mais que você não vá viajar tão cedo, você precisa entender tudo isso e como pode te afetar. Vamos entender mais sobre isso?

Por que está subindo assim?
Você já deve ter ouvido da crise financeira nos EUA de 2008. O fato abalou a economia do mundo todo na época, inclusive no Brasil. Com a recuperação dos Estados Unidos, os investidores voltaram a ter interesse em investir no país. Isso favorece tanto os investimentos no mercado financeiro quanto a importação – o que acaba levando mais dinheiro para lá.

Aqui no Brasil a situação é exatamente oposta. Os problemas na economia, a desaceleração do crescimento e a inflação estão diminuindo o interesse em fazer investimentos por aqui. Este movimento enfraquece o poder de investimento e perdemos o valor da moeda. Os investidores saem da moeda brasileira, considerada mais arriscada, e correm para a americana e as oportunidades de investimento oferecidas por lá.

Quais são os principais produtos afetados?
A alta do dólar pressiona ainda mais a nossa inflação, que já anda alta. Na realidade todos os produtos saem mais caros, porque direta ou indiretamente sentem a influência do dólar. Basicamente os principais produtos são os importados. Fique atenta nesta hora e, se necessário, mude seus hábitos. Temos que ficar de olho também com o reajuste dos preços dos combustíveis – se eles ficam mais caros em dólar e com o dólar subindo cada vez mais, uma hora o governo será forçado a reajustar os preços internos.

Quem sai perdendo e ganhando neste caso?
Os principais beneficiados nisso são profissionais que trabalham diretamente com a exportação, fabricantes brasileiros, porque seus produtos estão mais baratos em relação ao exterior. Quem sai perdendo nessa, somos nós consumidores. Do pãozinho da padaria à maquiagem importada, tudo acaba sofrendo junto. Além disso, o mercado financeiro anda difícil de investir, com a alta do dólar pesando sobre a Bolsa e outros investimentos com maior risco. Por isso, fique atenta!

Você está se sentindo afetada com o aumento do dólar?

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

carolinaruhman
Carol Sandler
Carol Sandler é fundadora do Finanças Femininas, a maior plataforma online do Brasil de empoderamento feminino através da educação financeira. Apresenta o quadro "Carol, cadê meu dindin" semanalmente no programa SuperPoderosas, da TV Band. Autora do livro "Detox das Compras (Saraiva, 2017) e coautora do livro “Finanças Femininas – Como organizar suas contas, aprender a investir e realizar seus sonhos” (Saraiva, 2015), junto com o economista Samy Dana. Estudou Jornalismo na PUC-SP e Economia e Relações Internacionais no Institut d’Études Politiques de la France, em Paris. Colunista do site da revista CLAUDIA e do portal Tempo de Mulher.

Leia em seguida

produtos-importados-dicas-para-fazer-compras-online

14 de agosto de 2019

A grande variedade de produtos e os preços baixos incentivam as compras em sites chineses e norte-americanos. No ano passado, 23,1 milhões de brasileiros fizeram compras internacionais, segundo a pesquisa da Ebit, especializada em avaliar a reputação das lojas online. O chinês AliExpress é o favorito entre 51% dos consumidores brasileiros, seguido dos norte-americanos Wish […]

crediario-ainda-e-utilizado-para-parcelar-compras-indica-spc

8 de agosto de 2019

O crediário ainda é a opção favorita de 30% dos consumidores para o pagamento de compras, apesar da popularização do cartão de crédito. Esse dado é do levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). As instituições entrevistaram 805 pessoas que utilizaram o famoso carnê, boleto […]

independencia-financeira-violencia-domestica-feminicidio

7 de agosto de 2019

A independência financeira ajuda na luta contra a violência doméstica pois permite à mulher fazer mais escolhas. Carol Sandler explica essa relação.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas