SPFW e a moda urbana acessível

22 de abril de 2014 - Por

são paulo fashion week/ divulgação Vanessa Duarte

quem ama, compartilha!

*Vanessa Duarte

De 31 de março a 4 de abril o São Paulo Fashion Week – SPFW, a semana de moda mais expressiva do Brasil, veio acompanhada pelo Minas Trend, Fashion Rio e outros eventos paralelos que tem recorrência semestral e apresentam as tendências das roupas, acessórios e beleza para a próxima estação. Neste caso foram apresentadas propostas do que virá para a Primavera/Verão 2014 e 2015, que chegarão às lojas por volta de setembro, mas que já começam a serem produzidas pela indústria.

Muitas pessoas acreditam que a moda apresentada no SPFW e em outros eventos deste tipo seja inacessível ou mesmo fora da realidade do país. Na verdade as marcas que se apresentam no evento, ou seja, que desfilam suas coleções,tendem a ser mais conceituais e gostam de ditar tendências ou são marcas cujo posicionamento é de exclusividade e pouca produção, diferente das lojas de magazine e fastfashion como Riachuelo, Renner, C&A, etc.

Neste caso essas marcas que desfilam suas coleções são consideradas boas nos quesitos criar tendência e fazer a sua moda. Para isso seus preços são mais elevados, devido tanto ao custo de pesquisa e desenvolvimento de produto, quanto a própria mercadoria que é feita com tecidos de alta qualidade e produção em pequena ou média escala. Já a loja de fast fashion ganha na quantidade de produção e apresenta uma moda mais urbana, ou seja, mais “usável”.

Mas é possível estar na moda usando as roupas de lojas de fast fashion?

No SPFW eu pude perceber, durante quatro dos 5 dias de evento que fui, que muitas pessoas, mesmo as fashionistas sempre usam peças de lojas cujo preço é acessível, sejam elas bolsas, acessórios e roupas para compor produções com toque fashion e super antenada nas tendências.

Nas minhas produções para o evento eu mesma usei muitas roupas e acessórios de lojas como Zara, Forever 21, Riachuelo, Renner e todos os looks, dos 4 dias, foram fotografados por blogs de moda, revistas e até portais como GNT, Terra, entre outros. O que prova que mais do que estar coberto por grifes super caras e famosas é preciso saber compor looks adequados ao seu estilo e tipo de corpo.

Finanças.Femininas.LooksVANESSADUARTE

 Meus looks do SPFW, mais detalhes e todos os créditos no meu  blog

Como já diria Christian Dior “Não é o dinheiro que faz uma pessoa ser bem vestida, é o discernimento.”. Quanto mais conhecimento se tem sobre o seu corpo, o que fica melhor para o tipo físico, o que se quer transmitir por meio da imagem, fica mais fácil identificar independentemente da marca de roupas ou acessórios o que ficará bom ou não em nós.

Algo muito comum na moda é fazer o que chamamos de hi-lo, misturar peças caras e tradicionais, com e peças baratas e que são moda no momento, o que chamamos de tendência. Claro que o conceito de hi-lo vai muito além disso, podemos até dedicar uma edição só sobre o assunto, mas o importante é perceber que a moda existe para que se possa buscar nela novos elementos para formar o que chamamos de estilo pessoal e não ao contrário.

O streetstyle, também chamado de moda de rua é o que as pessoas usam no seu dia a dia e isso reflete o estilo de cada um, a forma como cada pessoa lê a moda e adapta para si o que se encaixa na sua personalidade.

O SPFW e demais semanas de moda pelo mundo lançam tendências, ideias e apostam na suas visões do que acreditam ser interessante para a próxima estação, o que as pessoas gostam e adaptam é o que vira a moda de rua, o que usamos realmente é o que geralmente as lojas de fast fashion produzem.

Ambas são importantes, porém, somos nós que escolhemos, desfazemos e refazemos a moda, sendo de uma grife ou loja de magazine, basta apenas o discernimento assim como Dior citou.

 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Vanessa Duarte
Vanessa Duarte
Moda e Estilo

Leia em seguida

produtos-importados-dicas-para-fazer-compras-online

14 de agosto de 2019

A grande variedade de produtos e os preços baixos incentivam as compras em sites chineses e norte-americanos. No ano passado, 23,1 milhões de brasileiros fizeram compras internacionais, segundo a pesquisa da Ebit, especializada em avaliar a reputação das lojas online. O chinês AliExpress é o favorito entre 51% dos consumidores brasileiros, seguido dos norte-americanos Wish […]

crediario-ainda-e-utilizado-para-parcelar-compras-indica-spc

8 de agosto de 2019

O crediário ainda é a opção favorita de 30% dos consumidores para o pagamento de compras, apesar da popularização do cartão de crédito. Esse dado é do levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). As instituições entrevistaram 805 pessoas que utilizaram o famoso carnê, boleto […]

independencia-financeira-violencia-domestica-feminicidio

7 de agosto de 2019

A independência financeira ajuda na luta contra a violência doméstica pois permite à mulher fazer mais escolhas. Carol Sandler explica essa relação.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas