Selic em 3,75%, circuit breaker e coronavírus: o que aconteceu nesta quarta (18)

18 de março de 2020 - Por

quem ama, compartilha!

Esse texto faz parte da cobertura do Finanças Femininas para traduzir o que está acontecendo com o mercado financeiro durante a pandemia do coronavírus. Ajudamos você a se informar com uma linguagem simples, sem economês e sem pânico!

Ibovespa: -10,35% (66.894 pts)

Dólar: R$ 5,19 (+3,9%), novo recorde para fechamento

Casos de coronavírus: 398 confirmados (fonte: secretarias estaduais de Saúde), 8.819 suspeitos e 3 óbitos

Nesta quarta-feira (18), o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) anunciou um novo corte na taxa Selic: 0,5 ponto percentual, levando-a ao patamar de 3,75%. Essa é a menor taxa básica de juros da história.

O objetivo do BC com este corte é tentar aquecer a economia. Os juros baixos facilitam que as empresas acessem crédito mais barato ao mesmo tempo em que incentiva os consumidores a continuarem comprando.

Por que você tem que saber? No bolso da consumidora, ainda há pouco impacto na redução do spread – que é a diferença entre os juros que os bancos pagam para quem investe e os juros que cobram do consumidor nas operações de crédito.

Em outras palavras, ainda não veremos redução de taxas de juros no dia a dia. No entanto, podemos esperar rentabilidade cada vez menor nos investimentos de renda fixa.

Bolsas do Brasil e EUA entram novamente em circuit breaker

Ao longo do dia, o mercado reservou mais emoções aos investidores, analistas e operadores. O Ibovespa caiu 10,42% e, com isso, entrou em circuit breaker – quando todas as negociações são pausadas – às 13h57. Foi a sexta vez em oito pregões que os negócios são interrompidos.

Enquanto isso, houve forte queda nos índices da bolsa dos estados Unidos. O S&P acionou circuit breaker depois de cair 7%, enquanto o Dow Jones chegou a ter perdas maiores de 8% e Nasdaq de 6,3%.

Por que você tem que saber? Se você acompanhou o boletim de ontem, viu que as bolsas dos EUA e brasileira operaram em alta – o que parecia uma boa notícia depois de um dia caótico. Hoje, elas voltaram a cair. Na prática, isso mostra como o coronavírus está deixando os investidores muito mais avessos ao risco.

Selic em 3,75%, circuit breaker e coronavírus

Sim, governos e bancos centrais do mundo inteiro, inclusive do Brasil, estão lançando pacotes de estímulo e combate à epidemia. No entanto, o cuidado segue valendo. Isso também serve de lição para quem está longe da Bolsa: este não é o momento de arriscar. Confira algumas dicas de investimentos em tempos de coronavírus aqui.

Oscilações no mercado financeiro faz Tesouro Direto interromper negociações

O dia não foi volátil apenas na Bolsa: a montanha-russa também atingiu o Tesouro Direto, que foi suspenso na manhã desta quarta (18). Quem tentou negociar Tesouro Selic talvez não tenha sentido, visto que a compra e venda desses títulos continuou liberada. Essa pausa acontece para a atualização dos preços e taxas dos títulos públicos quando as taxas de juros oscilam muito.

Por que você tem que saber? Quando a instabilidade do mercado atinge até mesmo um programa tão sólido quanto o Tesouro Direto, o momento é de segurar os títulos que você tem e esperar. Qualquer movimentação que você faça sem pensar, pode acabar no prejuízo.

Trabalhadora informal? Governo anuncia pacote de apoio em tempos de coronavírus

Em coletiva nesta quarta-feira (18), o Ministério da Economia anunciou um benefício temporário para trabalhadores informais. O voucher, de R$ 200 por mês, começará a ser distribuído pelos próximos quatro meses, começando daqui a duas semanas. A expectativa é que o benefício seja oferecido para, aproximadamente, 18 milhões de famílias. Essa atitude só foi possível graças à flexibilização da meta de primário em 2020, visto que o benefício custará R$ 15 bilhões (3 parcelas de R$5 bilhões).

Por que você tem que saber? As trabalhadoras informais já estão sentindo no bolso os efeitos da quarentena e isolamento social. Os interessados precisarão ir a um dos 26 mil postos de atendimento da Caixa Econômica Federal e apresentar um documento de identificação. “O atendente checará se o nome já consta como beneficiário do Bolsa Família ou do BPC (Benefício de Prestação Continuada). Se não estiver recebendo nada, estará habilitado para receber o voucher e já recebe o dinheiro”, disse o ministro Paulo Guedes ao site Poder360.

Conheça o segundo conjunto de medidas do Governo

O voucher que será disponibilizado aos trabalhadores informais faz parte de um pacote maior, também anunciado nesta quarta (18). Ele contará com uma força tarefa para garantir que produtos essenciais consigam chegar ao Brasil.

Ademais, as unidades do programa Minha Casa, Minha Vida que ainda não foram lançadas poderão servir de leito para os pacientes que não encontrarem vagas em hospitais.

*Até o fechamento do texto

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Ana Paula de Araujo
Ana Paula de Araujo
Repórter e produtora, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

Coronavírus derruba a Bolsa nesta sexta

27 de março de 2020

As más notícias sobre o coronavírus chegaram do mundo inteiro, o que afetou a Bolsa e o mercado financeiro. E como isso vai te impactar? Veja aqui!

Projeção do PIB para este ano é de zero, segundo Banco Central

26 de março de 2020

Impacto do coronavírus na economia é grande. Além disso, 3,28 milhões de pessoas deram entrada no seguro-desemprego nos EUA. Tudo isso vai te afetar, sim; veja como

Apesar de crise política e coronavírus, bolsa tem alta

25 de março de 2020

Boas novas vindas dos EUA no combate ao coronavírus animaram o mercado financeiro, apesar do discurso de Bolsonaro na terça (24). Veja como isso te afeta.

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas