Taxa Selic deve chegar a 7,5% ao ano em 2019, como isso te afeta?

18 de dezembro de 2018 - Por

selic-2019-7-5 01

quem ama, compartilha!

Sabendo a importância da taxa Selic para a economia e para seu bolso – se você ainda não sabe, clique aqui e descubra –, é fundamental te contarmos quais são as expectativas do mercado em relação a ela. Será que a taxa vai subir muito? Ou vai cair? Como ficará a Selic com o governo Bolsonaro?

De acordo com o último relatório de Mercado Focus – publicação online semanal do Banco Central –, publicado dia 14 de dezembro, a expectativa é de que a taxa Selic alcance o patamar de 7,5% ao ano ao final de 2019. Hoje, ela está no patamar de 6,5% a.a. – o menor da história –, visto que, na última reunião do ano (9), o Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) decidiu mantê-la.

Taxa Selic a 7,5%: o que isso significa?

De acordo com a pesquisa realizada para o boletim, os analistas de mercado acreditam que o ciclo de alta da Selic começará apenas em setembro de 2019 – o patamar de 7,5% chegaria apenas em dezembro.

Este percentual pode ser considerado baixo e, de acordo com especialistas, este patamar deve estimular o crescimento econômico sustentável. “Isso deverá acontecer porque, quando a taxa Selic está mais baixa, há estímulo ao investimento, assim como aumento da capacidade produtiva e produtividade”, explica Juliana Inhasz, professora do curso de Economia da FECAP.

selic-2019-7,5%

Nessa matéria explicamos melhor a relação entre Selic e estímulo ao consumo e produtividade. Porém, resumidamente, a taxa básica de juros é, dentro da nossa política monetária, o principal instrumento de controle da inflação. Assim, a Selic em um patamar baixo acaba incentivando o consumo – causando um efeito dominó na produtividade e, por fim, na economia em geral.

Por ora, não existe previsão de maiores cortes na Selic. “O endividamento pesado do Tesouro Nacional não deixa muita margem de manobra para alterações. Serão necessários ‘ajustes’, como redução da dívida e outros fatores que demandam tempo, negociação e implementação”, justifica Nelson de Sousa, professor de Economia e Finanças do Ibmec-RJ.

Selic em 7,5%: como ficam seus investimentos?

Considerando que a taxa Selic só deve chegar a este percentual no final de 2019, pode-se dizer que não devemos esperar muitas mudanças entre os investimentos de renda fixa, levando em consideração a análise do boletim Focus. O mercado de Renda Variável, por outro lado, pode sofrer oscilações mais bruscas – tendo em vista que os investimentos dessa natureza são bastante sensíveis ao noticiário financeiro.

Se você quiser saber quais serão os melhores investimentos para 2019, não deixe de acompanhar o Finanças Femininas!

Fotos: AdobeStock

Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter! 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Ana Paula de Araujo
Ana Paula de Araujo
Repórter, produz o conteúdo multimídia do Finanças Femininas e é fã da Mulher Maravilha. Divide a vida de jornalista com a de musicista e tenta ajudar o máximo de pessoas nas duas profissões.
Fale comigo! :) anapaula@financasfemininas.com.br

Leia em seguida

juros-compostos-calculo-formula

15 de janeiro de 2019

Juros sobre juros, sobre juros… Se isso parece ruim, você PRECISA aprender como os juros compostos podem te deixar mais rica! Veja aqui como!

debentures-o-que-e-como-investir-01

7 de janeiro de 2019

As debêntures foram campeãs de emissões em 2018. Mas o que são debêntures? Como investir nelas? Debêntures são seguras? Tire essas e outras dúvidas aqui!

melhores-investimentos-2019

4 de janeiro de 2019

Entre os melhores investimentos estão ações e fundos multimercado. Mas e quem não sabe investir em ações? Veja outras opcões para ganhar dinheiro em 2019!

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas