Veja se vale a pena adquirir franquia em cenário de crise

2 de junho de 2016 - Por

franquias-tempos-de-crise

quem ama, compartilha!

Com o aumento do desemprego no País, adquirir uma franquia pode parecer uma boa alternativa para se manter no mercado de trabalho. Mas, com a crise econômica, será que vale a pena arriscar?

De acordo com Alcidney Sentallin, professor de gestão financeira do IBE-FGV e consultor de negócios, é um bom momento para fazer esse investimento. “Esperar recolocação depende de terceiros. É uma oportunidade para sair da zona de conforto”, afirma.

No ano passado, o setor de franquias cresceu 8,3% e gerou mais de 90 mil postos de trabalho, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF). Apesar do bom desempenho, o resultado ficou abaixo, por exemplo, do de 2013, um ano de forte expansão no setor, que cresceu 11,9% e gerou mais de um milhão de empregos.

Segundo Sentallin, em 2013 as franquias foram favorecidas porque havia mais renda e consumo. “Foi o empreendedorismo por oportunidade. Já em 2016, o setor vai crescer por necessidade, com as pessoas buscando oportunidade para se recolocar (no mercado de trabalho)”, afirma.

Cuidados

No entanto, se você quer adquirir uma franquia, deve estar bem preparada, saber os cuidados que precisa tomar e ter consciência dos riscos envolvidos.

“É necessário planejamento para ser bem-sucedida, saber há quanto tempo o franqueador está no mercado e em qual negócio está entrando. É preciso fazer um estudo de viabilidade econômica e ter identificação com o segmento (no qual pretende atuar)”, diz Sentallin, que também aconselha entrar em contato com franqueados para entender melhor a franquia na qual há interesse.

Se você estiver saindo de um emprego convencional, não espere facilidades. Tenha em mente que não terá um horário de trabalho fixo e terá muitas responsabilidades.

 

Riscos

“Há o risco de não se identificar com o negócio”, alerta o especialista, ressaltando que essa situação pode ser ainda pior do que ter um emprego do qual você não gosta, já que você precisa investir seu dinheiro na franquia.

“Se a pessoa entrar em um ramo novo, o potencial de risco aumenta”, diz ele. Então, o ideal é que você escolha um segmento com o qual já tenha alguma experiência. Porém, isso não é uma regra. Se optar por um ramo no qual nunca tenha atuado, busque todo o conhecimento necessário para entendê-lo bem e evitar problemas.

Se você decidir adquirir uma franquia, tenha determinação e busque o suporte necessário. Invista em um bom planejamento e tenha consciência de que enfrentará desafios. Porém, com um bom preparo, você também terá suas recompensas.

veja-se vale-investir-franquia

Fotos: Shutterstock
Gostou do nosso conteúdo? Clique aqui e assine a nossa newsletter!

 

Se você tem alguma dúvida sobre sua vida financeira ou uma boa história sobre dinheiro para contar pra gente, mande um e-mail!

quem ama, compartilha!

Financas Femininas
Sua independência financeira depende de você, com uma ajudinha nossa.

Leia em seguida

mulheres-na-musica-iniciativas-apoiam-a-producao-artistica-feminina

22 de agosto de 2019

A produção artística das mulheres vem furando a bolha do machismo e conquistando espaço no mercado musical, que ainda é dominado por homens. O projeto”Por elas que fazem a música”, da União Brasileira de Compositores (UBC), aponta que apenas nove mulheres figuraram a lista dos 100 maiores arrecadadores de direitos autorais da música brasileira em […]

video-aprenda-a-combater-a-sindrome-do-impostor-1

12 de agosto de 2019

Sabe quando bate aquela insegurança acompanhada de uma vozinha que fica martelando na sua cabeça que você não é boa o suficiente? Ou que você não merece a tão desejada promoção, por exemplo? E também a sensação que todas as suas conquistas, principalmente, na vida profissional foram pura sorte? Você não está sozinha. Continue aqui […]

atitudes-antiprofissionais-que-você-não-nota

22 de julho de 2019

Alguns comportamentos no ambiente de trabalho são automáticos. Será que, com isso, você anda tendo atitudes antiprofissionais sem perceber?

SIGA O INSTAGRAM @financasfemininas